Raça de gato – Noroeguês da Floresta

Chamado popularmente na Noruega, sua terra natal, como Norsk Skaukatt, o gato Norueguês da Floresta ou gato dos Bosques da Noruega vive muito bem durante os períodos de rigoroso inverno sendo bastante resistente, pois ele possui uma longa e grossa pelagem que repele a água e protege contra as baixas temperaturas. Sua aparência aproxima-se do Lince.

Sua pelagem espessa, dupla, isolante e impermeável é única. A variedade é outro encanto da raça, cujos exemplares pesam entre 8 e 12 quilos, tendo estrutura óssea muito forte, com pernas e patas grossas. Os olhos são ovalacios, encontrados em todas as cores. O padrão da raça Norwegian Forest são gatos com cabeça triangular, com um nariz alongado coberto por pelos da mesma cor do seu corpo, pernas traseiras maiores do que as dianteiras. No caso de gatos bicolores, são bem aceitas em qualquer lugar do corpo as marcações com o branco.

Castrados de companhia podem chegar a pesar 10kg ou pouco mais que isto, próximos ao seu desenvolvimento completo, aos 5 anos de idade. Reprodutores normalmente têm peso um pouco abaixo desta média, devido à estresse e ansiedades periódicas dos cios.

A raça possui mais de 60 cores em muitas variações possíveis, encontrada nas marcações tipo:

- Tabby / Torbie (tigrados)
- Torties (manchados)
- Smokes (esfumaçados)
- Sólidos (sem marcação)
- Bicolores (com ou sem marcação com branco)
- Cálicos (tricolores com branco)
- Vans e Arlequins (bicolores ou tricolores com alto índice de branco).

   

O Norwegian Forest Cat, até cerca de 2 anos de idade, é um gato fisicamente comum. Antes dessa idade, a pelagem é curta ou semi-longa e vai crescendo lentamente - embora o volume de subpêlos seja grande. A maturidade sexual varia do sétimo mês a um ano de vida. A partir dos 2 anos, já é possível notar a exuberância de sua pelagem, que estará totalmente definida até os 5 anos.


Origem

Os antepassados do Norueguês da Floresta foram provavelmente uma mistura entre gatos de pêlo curto vindos da Inglaterra e gatos de pêlo longo. Os ancestrais dos gatos Noruegueses da Floresta frequentavam as embarcações de Vikings na Idade Média, atravessando o continente europeu, protegendo grãos e alimentos contra roedores nas embarcações e, em alguns prontos da Noruega, cruzaram-se naturalmente com outros gatos.

A raça era desconhecida fora da Noruega até metade do século XX. Após este período, foi difundida por outros países. Existem menções ao gato Norueguês da Floresta encontradas em um livro de crianças de 1912, através de um desenho do artista Olaf Gulbransson, mas a raça já existia há muito mais tempo.

A raça gatos do Bosque da noruega foi reconhecida na Noruega, em 1930 e apresentada pela primeira vez em uma exposição em 1938. Cerca de 100 anos antes, por volta de 1830, alguns criadores noruegueses deram início a um programa de seleção para a preservação da raça e aliar a rusticidade à beleza da pelagem.

A raça ficou quase esquecida até 1970, quando programas mais sérios de reprodução começaram. A FIFe reconheceu o Norueguês da Floresta em 1977. Foi redigido um padrão oficial, que posteriormente foi modificado para evitar qualquer similar confusão com o Maine Coon, ao qual assemelha-se.

Ainda podem ser encontrados em estado selvagem em florestas da Suécia, Dinamarca e Noruega.

Na mitologia escandinava, lendas descrevem um gato grande, de cauda longa e espessa, que nem Thor, o mais forte dos deuses, conseguiu levantar. A deusa Freya, do amor e fecundidade, conduzia uma carruagem puxada por gatos.

Não se sabe, ao certo, a verdadeira origem deste "gato-fada", dotado de uma beleza exuberante e cercado por lendas de sua terra natal. Alguns acreditam, ainda, que tribos da Europa Central e Ásia teriam introduzido estes gatos na região escandinava.

Em 1979, chegaram os primeiros exemplares à Alemanha e aos Estados Unidos. Em 1980, chegaram à Inglaterra e, em 1982, à França.

Acredita-se que essa raça seja de origem selvagem e ainda hoje existem nas florestas da Suécia, Noruega e Dinamarca.

Os gatos da raça são também chamados de Wegies, Norwegian Forest Cats, Skaukatt em diferentes partes do mundo.

Atualmente, o nome oficial é Norsk Skogkatt / Norwegian Forest Cat / Norwegische Waldkatze / Chat dês Bois Norvegien.

São os nomes oficiais na linguagem da FIFe, seguido da abreviatura NFO que é usada para mencionar esta raça e está definido em código E.M.S da FIFe.

 

Seu comportamento

É amável, calmo, brincalhão, dócil, altivo, esperto, de fácil adaptação aos seres humanos e outros animais que estejam na casa. São extremamente carinhosos.

Pelo fato de ser muito independente pode não se dar muito bem em ambientes fechados e totalmente urbanos. O norueguês da floresta é muito sociável com o restante dos animais do seu ambiente e sente grande necessidade de ficar ao ar livre. O ideal é mante-los em locais com bastante espaço para que eles possam se exercitar. Geralmente, esse gato é muito reservado, mas é muito amigo e delicado.

São gatos extremamente fascinados por ambientes e elementos da natureza, é claro... além da neve, apreciam banhos de sol, sentir o vento e adoram brincadeiras de contato com a água. Contudo, que é possível para o Norueguês adaptar-se em apartamentos que tenham varanda e sejam arejados, desde que tenham arranhador para afiar unhas, brinquedos e muito amor de seus donos.

São gatos que tentam se comunicar com pessoas da casa, através de gestos e sons para chamar atenção e cativar pessoas.

Ao contrário do cão, são versáteis, mais higiênicos e independentes na dose certa com seu dono. Sua amizade pode ser facilmente conquistada com carinho e um pouco de atenção diária, por mais corriqueira que seja a rotina de seu tutor. Quando estabelecida esta relação de confiança com o gato norueguês, pode crer que serão para toda a vida.


Adestramento

Um gato norwegian forest pode ser um excelente animal de estimação para formação da personalidade uma criança, desde que ela tenha idade suficiente para carregá-lo e manuseá-lo. A criança aprenderá a se responsabilizar por outra criatura, interiorizando o verdadeiro significado da afetividade e ternura para com todo e qualquer ser vivo. Assim como o Maine Coon, o gato norueguês pode ser adestrado em pequenas atividades, já que seu Q.I é comparado ao nível da mentalidade de uma criança de 2 anos de idade. Pequenas atividades como "jogar e pegar a bolinha" são encantadoras na interatividade com estes fabulosos felinos.


Para que tipo de pessoa a raça é indicada?

Para todos os tipos de pessoas que querem e sentem maior desejo de integração de comportamento afetivo com seu animal de estimação.

Por mais ocupado ou ausente que seja seu dono, é recomendado a manutenção da confiança e amizade do seu gato norueguês de pelo menos 30 a 40 minutos ao dia. Tempo suficiente para brincar com seu gato, principalmente se continuar fazendo mesmo após a entrega / retirada do filhote até a fase adulta. A maioria dos gatos agarrará a ponta de um barbante ou correrá atrás das penas na varinha ou caçará uma bola e muitos desenvolverão até mesmo novos truques.



Quais são os cuidados necessários com a raça?

Escovar os pelos pelo menos uma vez na semana e banho uma vez por mês, é um gato fácil de lidar e trabalhar.


Doenças

Raros exemplares na América do Norte carregam um gene recessivo para a doença do "Armazenamento Glicogênico". Um exame de sangue revela a presença da doença, por isso, a doença não está sendo espalhada. Poucos casos de Displasia Retinal também foram relatados. A doença é caracterizada por manchas na retina, mas não é progressiva.


Onde comprar gato noruegues da floresta:


MAPACHE – Criação de gatos gigantes

Mercado Livre

Gatilmiadore

Gatilspiritland

OLX


Fonte: revistaonlinegatosecia.blogspot.com / www.mapache.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...